Última hora

Última hora

Turquia ameaça deixar passar refugiados sírios para a Europa

A Turquia ameaça deixar entrar milhares de refugiados na Europa, quando se encontra sob pressão da ONU para abrir as portas aos foragidos dos

Em leitura:

Turquia ameaça deixar passar refugiados sírios para a Europa

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia ameaça deixar entrar milhares de refugiados na Europa, quando se encontra sob pressão da ONU para abrir as portas aos foragidos dos combates em Aleppo.

Nos últimos dias mais de trinta mil sírios encontram-se bloqueados em Bab al-Salameh, junto à fronteira com a Turquia.

Ancara, que acolheu já mais de dois milhões e meio de refugiados, continua a bloquear o posto fronteiriço.

Para o presidente turco, apenas a criação de uma zona de exclusão aérea sobre a Síria poderá conter a vaga de refugiados.

“Em Edirne, junto à fronteira grega e búlgara, nós colocamos os refugiados em autocarros e enviamo-los de volta. Mas só podemos fazer isto uma ou duas vezes. Depois, e peço desculpa, podemos abrir as portas e dizer-lhes ‘boa viagem’”, afirmou Erdogan.

Do outro lado da fronteira, em território sírio, a situação continua a degradar-se para milhares de refugiados dos bombardeamentos em Aleppo.

Segundo a ONU, mais de 51 mil pessoas teriam sido deslocadas pelos ataques do exército sírio e dos caças russos e mais de 300 mil poderiam ficar cercadas pelos combates na região.

Um refugiado afirma:

“Estamos aqui por causa da campanha militar violenta do regime e dos caças russos sobre as aldeias nos subúrbios ocidentais de Aleppo”.

Sob pressão da UE para conter a vaga migratória e em plena tensão diplomática com a Rússia, Ancara parece recorrer aos refugiados como argumento para recuperar poder negocial no terreno.