Última hora

Última hora

México: Familiares dos reclusos exigem lista das vítimas do motim

Familiares de prisioneiros da cadeia de Topo Chico, em Monterrey no México, entraram em confronto com a polícia após um motim que provocou a morte de

Em leitura:

México: Familiares dos reclusos exigem lista das vítimas do motim

Tamanho do texto Aa Aa

Familiares de prisioneiros da cadeia de Topo Chico, em Monterrey no México, entraram em confronto com a polícia após um motim que provocou a morte de pelo menos 49 pessoas, entre reclusos e guardas prisionais e mais de uma dezena de feridos.

Na origem da tragédia, no establecimento prisional, esteve uma luta interna liderada pelo membro de uma facção do violento cartel mexicano do narcotráfico “Los Zetas”. Na madrugada de quarta-feira esse grupo de reclusos ocupou um pavilhão provocando um incêndio que criou o caos.

Os familiares dos prisioneiros reclamavam os nomes das vítimas.

“ Eu não sei. Por favor ajudem! A responsável, com todo o respeito, venha e enfrente as pessoas. Dê-nos os nomes! Por favor, os nomes.”

Na entrada para a prisão de Topo Chico, uma lista com os nomes dos mortos foi publicada mais tarde, na tentativa de acalmar os ânimos.

Os incidentes ocorrem em vésperas da chegada do Papa Francisco, que vai visitar na próxima quarta-feira, na Ciudad Juarez, um outro estabelecimento prisional, considerado um dos mais perigosos no país.