Última hora

Em leitura:

Síria: Grupo Internacional de Apoio prepara ajuda humanitária imediata


Alemanha

Síria: Grupo Internacional de Apoio prepara ajuda humanitária imediata

Depois em Munique se ter alcançado um acordo parcial para a paz na Síria, representantes do Grupo Internacional de Apoio reúnem-se esta sexta-feira, em Genebra, sob os comandos da ONU, para preparar o apoio humanitário a implementar de imediato.

Já a espécie de cessar fogo deve entrar em vigor dentro de uma semana. O acordo foi obtido após cinco horas no encontro do Grupo Internacional de Apoio para a Síria que reuniu Estados Unidos, Rússia, Arábia Saudita e Irão, entre 17 nações.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, já esta sexta-feira, garantiu que “a crise dos migrantes e refugiados na Europa foi alimentada pela guerra na Síria e por isso congratulo-me com o acordo a que se chegou aqui em Munique na última noite. Agora o importante é a implementação. Queremos ver este acordo transposto para a realidade no terreno”.

A Rússia, um dos protagonistas destas negociações, deixou claro que os bombardeamentos russos não vão ser interrompidos porque o combate aos grupos terroristas Estado Islâmico e a Frente al Nusra (Al Qaeda na Síria) não foi suspenso.

A guerra síria já matou mais de meio milhão de pessoas e provocou milhões de deslocados e de refugiados.
As organizações não-governamentais que estão no terreno colocam fala, de um cenário mais negro: no cinco anos de guerra, 470 mil pessoas morreram e mais de 10 milhões tornaram-se deslocados, dentro e fora da Síria.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Vacina contra o zika dentro de dezoito meses, diz OMS