Última hora

Última hora

Egito: Polícia terá torturado estudante italiano com choques no pénis

Choques elétricos no pénis, sete costelas partidas e hemorragia cerebral terão sido provocados pela polícia do Egito ao estudante italiano encontrado

Em leitura:

Egito: Polícia terá torturado estudante italiano com choques no pénis

Tamanho do texto Aa Aa

Choques elétricos no pénis, sete costelas partidas e hemorragia cerebral terão sido provocados pela polícia do Egito ao estudante italiano encontrado morto no Cairo no início do mês.

Os dados revelados por alguma imprensa começam a apontar nesse sentido, pelo menos, de acordo com as indicações da autópsia e de testemunhas que indicam que Giulio Regeni, de 28 anos, foi detido pela polícia na noite do seu desaparecimento, a 25 de janeiro.

O The New York Times cita agentes policiais que garantem que o jovem foi interpelado pelas autoridades e, segundo o jornal, haverá mesmo vídeos de sistemas de segurança que podem provar a detenção.

Quanto aos dados da autópsia, a informação foi avançada pela agência de notícias Reuters, com origem num responsável da autoridade forense no mesmo dia em que o documento foi enviado à Procuradoria-Geral.

As autoridades egípcias negam qualquer envolvimento na morte do jovem que estaria a pesquisar sobre os sindicatos laborais no país, e ser autor de artigos críticos do presidente Abdel Fattah al-Sisi, para lá de alegadamente ter contactado a oposição política por telefone.