Última hora

Última hora

Gravity: Felix Neureuther vence prova de slalom em Yuzawa Naeba

Há 41 anos que a estação japonesa de Yuzawa Naeba não acolhia nenhuma prova pertencente ao campeonato do Mundo de esqui alpino. Uma pista que parece

Em leitura:

Gravity: Felix Neureuther vence prova de slalom em Yuzawa Naeba

Tamanho do texto Aa Aa

Há 41 anos que a estação japonesa de Yuzawa Naeba não acolhia nenhuma prova pertencente ao campeonato do Mundo de esqui alpino.

Uma pista que parece estar ligada ao apelido Neureuther.O vencedor da prova de slalom foi Felix Neureuther, na que foi a sua primeira vitória da temporada.

Curiosamente, a ultima vez que a prova teve lugar em Naeba, o pai do atleta, Christian Neureuther, acabou em terceiro lugar.

Andre Myhrer terminou em segundo lugar, cinco centésimos de segundo depois de Neureuther.

Terceiro lugar para o austríaco Marco Schwarz, numa tabela sem favoritos nos lugares cimeiros.

Foi o caso de Hernik Kristoffersen, líder na tabela geral de slalom, que ficou em sétimo lugar.

Foi um mau fim de semana para o líder do campeonato do mundo Marcel Hirscher. Sexto na prova de sábado, o austríaco saiu da pista durante a descida e foi desclassificado.

No coração da Europa, mais precisamente em Chamonix, Suíça, depois de uma ausência de quatro anos, os atletas
Passarão por um conjunto de provas de descida em pista mítica, a lendária Verte des Houches.

Franck Piccard, consultor da Euronews, explicou como é competir na pista conhecida como Verte des Houches.

É uma pista com um perfil único. Começa com curvas relativamente fáceis até chegar a um círculo com uma zona de salto. É uma sensação muito forte. Depois começa uma etapa tecnicamente mais difícil com várias curvas bastante apertadas e com saltos complicados. Não são saltos perigosos, mas impressionam bastante. O percurso que se segue é muito plano e muito difícil de esquiar, pois, apesar de tudo, surgem relevos de forma inesperada. É nesta última secção que se dão as grandes diferenças de tempo e é aí que acontece o que conhecemos como a magia de Houches.

Este domingo, um forte nevão obrigou ao cancelamento da prova feminina de descida em Crans-Montana (Suiça) e o evento terá lugar em Itália, na próxima semana, onde Lindsey Vonn, Lara Gut e Viktoria Rebensburg têm encontro marcado em La Thuile.

O Gravity retrocedeu, nesta edição, até 1987, ao Campeonato do Mundo realizado em Crans-Montana.Os suiços foram superiores e ganharam 8 dos dez títulos em jogo.

Como símbolos deste domínio sem concessões, Pirmin Zurbiggen, que ganhou duas medalhas de ouro e duas medalhas de prata, Maria Walliser, que triunfou na descida e em super-G, e ainda Erika Hess, que ganhou na prova de slalom e em prova combinada.

A campeã de Engelberg tinha, no entanto, conseguido melhor em Schladming cinco anos antes, com uma tripla vitória. Em 1987, quando tinha apenas 25 anos, Erika Hess decidiu colocar um ponto final na sua carreira depois de 31 vitórias em campeonatos do Mundo, ainda que sem qualquer título olímpico.