Última hora

Última hora

República Centro-Africana votou num ambiente de calma

Os eleitores da República Centro-Africana votaram este domingo num ambiente de calma para escolher, entre os dois ex-primeiros-ministros, Anicet

Em leitura:

República Centro-Africana votou num ambiente de calma

Tamanho do texto Aa Aa

Os eleitores da República Centro-Africana votaram este domingo num ambiente de calma para escolher, entre os dois ex-primeiros-ministros, Anicet Georges Dologuele e Faustin-Archange Touadéra, um presidente que deverá acabar com três anos de violência comunitária.

Cerca de dois milhões de eleitores foram chamados às urnas nesta segunda volta para elegar um dos dois candidatos, ambos com idade de 58 anos.

Mas, em Bangui, as assembleias de voto não tiveram a afluência da primeira volta, de 30 de dezembro, quando longas filas se formaram. A taxa de participação terá sido pouco mais de 50%, a menos de duas horas antes do final da votação.

Neste país de 4,8 milhões de pessoas, os eleitores, cristãos e muçulmanos, estão massivamente inscritos nas listas eleitorais.

Para ambos os tecnocratas as promessas para se cumprir um país devastado andaram em torno da segurança, justiça e recuperação económica.

Os primeiros resultados devem ser conhecidos dentro de alguns dias.