Última hora

Última hora

Ehud Olmert atrás das grades

O ex-PM israelita começou a cumprir uma pena de 19 meses de prisão.

Em leitura:

Ehud Olmert atrás das grades

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, estreou a nova casa: Uma pequena divisão onde vê o sol nascer aos quadradinhos.

Condenado em 2014 por corrupção, Olmert começou esta segunda-feira a cumprir uma pena de 19 meses. Vai ter dois companheiros de cela, usar um uniforme e passa o primeiro dia em entrevistas com um criminologista, como é da praxe em Israel.

Antes de seguir para a prisão, Olmert gravou um vídeo na casa onde vivia em Motza, nos arredores de Jerusalém, onde relembra as responsabilidades que teve enaquanto primeiro-ministro e volta a afirmar a inocência dos crimes de que é acusado.

Inicialmente, a condenação era de seis anos de prisão, mas a pena foi depois reduzida num recurso ao Supremo Tribunal.

O tribunal considerou Olmert culpado de aceitar um suborno de 500 mil shekels, o equivalente a cerca de 115 mil euros, por parte dos promotores da urbanização “Holyland” em Jerusalém. Este conjunto de construções é considerado um dos maiores “mamarrachos” da cidade.

Olmert é a mais recente figura de topo da política israelita a ir parar atrás das grades, depois do ex-presidente Moshe Katzav (por violação) ou do atual ministro do Interior, Aryieh Deri, que cumpriu um ano de cadeia, igualmente por corrupção.