Última hora

Última hora

Melhor filme nos Óscares 2016: Mais 4 nomeados

Em leitura:

Melhor filme nos Óscares 2016: Mais 4 nomeados

Tamanho do texto Aa Aa

A entrega dos prémios está marcada para Los Angeles, a 28 de fevereiro. Na euronews, pode ficar a saber tudo sobre os nomeados para esta 87.a edição da cerimónia de Hollywood

Segunda parte da apresentação dos 8 nomeados para melhor filme na edição deste ano dos Óscares da Academia de Hollywood. Depois de termos apresentado há uma semana “O Caso Spotlight” (Tom McCarthy), “A Queda de Wall Street” (Adam McKay), “A Ponte dos Espiões” (Steven Spielberg) e “Mad Max: A estrada da Fúria (George Miller) — ver vído embutido em baixo), fechamos o pelotão de 8 longa-metragens na corrida à estatueta mais aguardada.

“O Renascido” (“The Revenant”)

Começamos este segundo lote por “O Renascido” (“The Revenant”), de Alejandro Gonzalez Iñarritu, um dos maiores favoritos ao galardão até pelos prémios que tem vindo a coleccionar e que confirmam também Leonardo DiCaprio como o maior candidato à distinção de melhor ator.

Atacado por um urso-cinzento e ferido com gravidade, o guia de um grupo de comerciantes de peles, “Hugh Glass” (interpretado por DiCaprio), é abandonado na floresta à sua sorte e depois de o próprio filho ter sido morto pelo homem que o abandonou. É uma história surreal de sobrevivência e vinganca, baseada numa história real. A interpretação do vilão “John Fitzgeral” também vale a Tom Hardy a nomeação para melhor ator secundário.

Um ano depois de ganharem a estatueta com “Birdman”, o realizador Alejandro Gonzalez Iñarritu e o diretor de fotografia Emmanuel Lubezki voltam a estar nomeados aos respetivos prémios com este “O Renascido”, longa-metragem que soma 12 nomeações.

“O Renascido” (20th Century Fox)

“Perdido em Marte” (“The Martian”)

Matt Damon também trava uma luta pela sobrevivência em “Perdido em Marte”, o regresso às aventuras espaciais de Ridley Scott, o “pai” de “Alien” e o criador de “Perigo Iminente”. O realizador britânico, de 78 anos, já esteve nomeado 3 vezes para melhor realizador, desta vez fica de fora, mas depois de “Gladiador”, vencedor do Óscar em 2001, volta a colocar um filme na corrida à estatueta mais desejada.

Tal como há 15 anos, Scott criou uma história focada num “herói”, mas este isolado no espaço, em luta pela sobrevivência num planeta inóspito e pelo eventual regresso a casa. Matt Damon preenche o papel do abandonado “Mark Watney” com humor. O filme segue os procedimentos engendrados pela NASA para permitir o regresso à Terra deste engenhoso astronauta botânico, que chega a plantar batatas em Marte e, com isso, a reclamar o titulo de primeiro colono do planeta vermelho.

Baseado na obra de ficção de Andy Weir, “Perdido em Marte” soma 7 nomeações, incluindo melhor ator, efeitos visuais, mistura e montagem de som

“Perdido em Marte”, (20th Century Fox)

“Brooklyn”

Uma jovem irlandesa parte em busca de uma vida melhor na América do pós II Grande Guerra. O destino é a costa leste dos Estados Unidos. “Brooklyn” é um romance clássico bem ao gosto de Hollywood sobre a procura da sorte num novo mundo e a luta para ultrapassar os habituais obstáculos na vida de um emigrante. A história foi adaptada para o cinema por Nick Hornby a partir do romance de Colm Toíbin.

Começa com a separação de duas irmãs. Há o encontro da inocente e virgem com um mundo desconhecido e competitivo. Surge o romance com um descendente de emigrantes italianos. Até que a jovem “Eilis” (Saorsie Ronan) tem de voltar aos sul da Irlanda para o funeral da irmã mais velha, que tinha deixado a viver com a mãe, uma irlandesa conservadora. “Eilis” reencontra um jovem irlandês, que lhe revela um interesse romântico. A emigrante começa a sentir dúvidas e a ficar dividida entre os dois continentes.

“Brooklyn” está nomeado para três Óscares, incluindo o de melhor atriz (Saorsie Ronan ) e argumento adaptado (Nick Hornby).

“Brooklyn” (Fox Searchlight)

“Quarto” (“Room”)

É um dos mais fortes candidatos a surpresa entre as grandes produções de Hollywood na corrida a melhor filme. “Quarto” conta-nos o drama de uma jovem raptada no final da adolescência, abusada e mantida cativa durante 7 anos num quarto, onde foi mãe e tenta educar o filho.

Uma claraboia no teto, por onde vê o céu e por vezes aviões a sobrevoar, é tudo quanto um anexo de 5 metros quadrados permite a “Joy Newsome” manter-se em contacto com o mundo exterior durante os 7 anos que ali vive aprisionada. Cinco anos após o nascimento do filho gerado pela relação de abuso com o seu raptor, os dois conseguem libertar-se e então começa a descoberta de “Jack” de um mundo que ele desconhecia existir.

O jovem ator Jacob Tremblay, de 9 anos, será porventura o grande injustiçado este ano entre os ausentes da lista de nomeados para melhor ator. Brie Larson está na corrida para melhor atriz, tem colecionado prémios e é a grande favorita à estatueta. “Quarto” é candidato a 4 Óscares, incluindo ainda o de melhor realizador, Lenny Abrahamson, e o de melhor argumento adaptado, por Emma Donoghue, a partir do próprio livro homónimo.

“Quarto” (A24Films)

Os Óscares são atribuídos a 28 de fevereiro em Los Angeles. Acompanhe a cerimónia em direto connosco e comente os prémios nas nossas redes sociais. Até lá, descubra tudo sobre os nomeados nas emissões de cinema da euronews e também através do especial Óscares na nossa página na internet.