Última hora

Última hora

The Corner: Reviravoltas na liderança, em Inglaterra e na Itália

A vitória do Arsenal contra o Leicester na Premier League e o brilharete dos homens de Allegri contra o Napoli são os destaques desta semana no “The

Em leitura:

The Corner: Reviravoltas na liderança, em Inglaterra e na Itália

Tamanho do texto Aa Aa

A vitória do Arsenal contra o Leicester na Premier League e o brilharete dos homens de Allegri contra o Napoli são os destaques desta semana no “The Corner”, o magazine semanal da euronews consagrado ao futebol mundial.

Este fim-de-semana na Inglaterra e na Itália foram disputados duelos diretos pela liderança. Em Portugal, também houve jogo grande — um Benfica-FC Porto — e o Sporting voltou a isolar-se no topo da classificação. Para saber tudo o que se passou este fim de semana na Liga Portuguesa clique aqui.

Na “Premier League”, o Arsenal arrancou o Leicester do sonho com um golo no último minuto, mas a equipa do italiano Claudio Ranieri mantém-se em primeiro. Com esta vitória, os “gunners” confirmam-se como sérios candidatos ao título da liga, embora haja que lembrar que um terceiro convidado surpresa entrou na equação. Na Itália, o triunfo veio também no apito final. O jogo entre a Juventus e o Nápoles não impressionou, mas trouxe uma mudança de líder.

Premier League: Arsenal aproxima-se da liderança

O Arsenal venceu o Leicester City, por 2-1, num encontro a contar para a 26ª Jornada da Premier League, disputado este domingo no Estádio Emirates, em Londres.

Os primeiros 45 minutos da partida foram dominados pelos “gunners”, mas, ao intervalo, era a equipa visitante que tinha a vantagem. Marcou, de grande penalidade, após falta pouco evidente, o inevitável Jamie Vardy, o melhor marcador da “Premier League” agora com 19 golos — mais 3 que Harry Kane (Tottenham) e Lukaku (Everton).

Aos 70 minutos, Theo Walcott fez o golo do empate para os anfitriões e, aos 90, Welbeck marcou o golo da vitória, que deixa o Arsenal a 2 pontos do adversário e ainda líder do campeonato. Ao lado dos “gunners”, mas com melhor “score” de golos, está o Tottenham, que venceu em Manchester, o campeão City.

Zaza deixa Reina de mãos vazias

A Juventus impôs-se em casa contra o Nápoles, assumindo a liderança da Serie A, com um golo brilhante de Simone Zaza, aos 43 minutos.

O atacante de 24 anos não foi atendido quando se encontrava bem colocado na ponta direita e ficou furioso – num lance decisivo, controlou na entrada da área, arriscou com a perna esquerda, a bola desviou em Albiol e deixou Reina de mãos vazias.

Com a 15ª vitória seguida no campeonato, a equipa de Massimiliano Allegri tem agora 57 pontos, mais 1 que os napolitanos.

Altos e baixos

Recordes, equipas em queda livre e lesões que mudam tudo… Já a seguir, na nossa rubrica Up & Down.

UP

Sobe Luis Suárez com 35 golos em 39 jogos nesta temporada. Com hat-trick, ajudou o Barcelona a arrasar o Celta por 6-1.

Cristiano Ronaldo sobe, depois de marcar dois dos quatro golos que deram a vitória ao Real contra o Athletic de Bilbao, num desempenho que mereceu elogios de Zidane.

DOWN

Desce o Manchester United – os red devils correm o risco de sair da zona de acesso às competições europeias, depois da derrota sofrida contra o Sunderland por 2-1.

O Bayern soma azares: Holger Badstuber sofreu uma fratura no tornozelo durante o treino e está afastado por três meses, Jerome Boateng e Javi Martinez igualmente lesionados.

Palpites

A espera foi longa , mas a Liga dos Campeões está de volta e mais interessante que nunca. Eis as nossas previsões para as eliminatórias que se disputam esta semana. Se acham que nos enganamos, podem enviar-nos outros palpites através do hashtag #TheCornerScores

Acreditamos no empate entre o Saint Germain e o Chelsea, por um golo, prevemos a vitória do Real Madrid por 3-0 contra o Roma e a derrota do Zenit contra o Benfica por 2-1, o mesmo resultado que adivinhamos para a vitória do Gent contra o Wolfsburg.

A caminho do Euro: a arte do golo de ouro

Continuamos a nossa viagem através da história da Euro. Hoje seguimos para os dois países anfitriões em 2000, Holanda e Bélgica. O grande protagonista desta edição foi o golo de ouro. Com a França a dominar a arte.

Campeã do mundo em 1998, a seleção da França chegou à final do Euro graças ao golo de ouro de Zidane contra a seleção portuguesa. Na final do Campeonato Europeu 2000 David Trezeguet fez o déjà vu contra a Itália, aos 13 minutos do tempo extra, entregando o troféu aos gauleses.

Coisas nunca vistas

Este fim de semana Messi ultrapassou Ronaldinho com um recorde de marcações no Barcelona. Será que o argentino conseguiria o mesmo contra dois guarda-redes? Vale a pena ver como se saíu do teste o avançado do Chelsea Diego Costa. “No futebol também temos que nos divertir um pouco!”, escreveu o brasileiro no Twitter.