Última hora

Última hora

Papa Francisco e Donald Trump: muros e pontes na cristandade

Depois de uma visita de 5 dias ao México onde admoestou bispos, deixou recados para o poder político, se encontrou com prisioneiros, incutiu

Em leitura:

Papa Francisco e Donald Trump: muros e pontes na cristandade

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma visita de 5 dias ao México onde admoestou bispos, deixou recados para o poder político, se encontrou com prisioneiros, incutiu esperança nos mais jovens e fez uma missa campal na fronteira com os Estados Unidos, o Papa Francisco falou, já no avião, de Donald Trump: “Uma pessoa que só pensa em construir muros uns atrás dos outros e não em fazer pontes, não é um cristão.”

O candidato presidencial americano não gostou, declarou que um líder religioso não pode pôr em causa a cristandade ou a fé de ninguém e vaticinou cenários de terrorismo: “Se e quando o Vaticano for atacado pelo ISIS, que todos sabem ser o seu ambicionado troféu, posso prometer que o Papa desejaria e rezaria para que Donald Trump fosse presidente”.

O milionário americano tem defendido o fim da emigração ilegal na campanha presidencial, com a promessa de construção de um muro que, segundo ele, seria o próprio México a pagar.