Última hora

Última hora

Vaga de atentados na Turquia: População evita multidões

A segurança reforçada, visível nas mais importantes cidades da Turquia, não deixa esquecer que o país tem vivido uma vaga de terrorismo, cujo mais recente ataque data de quarta-feira, em Ancara, e se

Em leitura:

Vaga de atentados na Turquia: População evita multidões

Tamanho do texto Aa Aa

A segurança reforçada, visível nas mais importantes cidades da Turquia, não deixa esquecer que o país tem vivido uma vaga de terrorismo, cujo mais recente ataque data de quarta-feira, em Ancara, e se cifrou em 28 mortos e dezenas de feridos – sobretudo, militares.

Point of view

"Quando andamos na rua, agora, evitamos as multidões e preferimos o passeio que esteja vazio. Evitamos praças sobrelotadas"

Em Istambul, a 500 quilómetros da capital turca, a população não esconde o receio.

“Quando andamos na rua, agora, evitamos as multidões e preferimos o passeio que esteja vazio. Evitamos praças sobrelotadas. Toda a gente está nervosa. Estamos nervosos. Vivo perto da Praça Taksim. Tenho medo”, confessa um habitante.

Recorde-se que em janeiro, Istambul, a capital turística do país, foi alvo de atentado, que fez 12 mortos.

Os turistas desertaram, entretanto, a outrora apinhada Praça Taksim e os istambulitas sentem-se perdidos, como este profissional do turismo: “Não queremos este tipo de acontecimentos. Somos jovens, mas não temos confiança no futuro. Perdemos a esperança. E as hipóteses de trabalho estão a reduzir-se por causa do terrorismo.”

“Os ataques terroristas causaram ansiedade na Turquia. As pessoas evitam as multidões. As forças de segurança estão em alerta máximo em pontos sensíveis dos centros das grandes cidades”, explica o correspondente da euronews em Istambul, Bora Barayktar.