Última hora

Última hora

Ucrânia na Eurovisão com música sobre a Crimeia

Esteve um ano sem participar, mas a Ucrânia volta ao Festival da Eurovisão 2016 com um tema que promete enervar a Rússia. “1944” é o título da

Em leitura:

Ucrânia na Eurovisão com música sobre a Crimeia

Tamanho do texto Aa Aa

Esteve um ano sem participar, mas a Ucrânia volta ao Festival da Eurovisão 2016 com um tema que promete enervar a Rússia.

“1944” é o título da canção de Jamala, que fala da massiva deportação do povo tártaro, de que a cantora descende. Sob as ordens de Estaline, cerca de 250 mil pessoas foram forçadas a abandonar a Crimeia e quase metade traduziu-se no número de mortos.

Apesar de não referenciar a anexação da Crimeia em 2014, Jamala tem dado entrevistas onde diz que a Rússia se encontra ali em “território ocupado”.

O regulamento do concurso da Eurovisão proíbe letras, discursos ou gestos de natureza política, não se sabendo ainda se a canção de Jamala sobreviverá.

Em 2009, a Georgia acabou desclassificada por se recusar a alterar a sua letra,alegadamente alusiva a Vladimir Putin.

Já em 2014, a barba austríaca da transexual Conchita Wurst suscitou uma grande campanha de boicote, com petições vindas da Rússia, Bielorrússia e Arménia e mesmo na Europa a polémica gerou-se. A barba de Conchita ganhou o festival.

Em 2015, Israel manifestou-se contra a música de Boggie, da Hungria, por referências à situação na Faixa de Gaza.

A Ucrânia estreou-se na Eurovisão em 2003, ganhou em 2004 e nunca foi eliminada nas semi-finais.

O festival Eurovisão 2016 vai ter lugar em Estocolmo, em maio.