Última hora

Última hora

Israel: Jornalista palestiniano libertado após 94 dias em greve de fome

O anúncio da libertação do jornalista palestiniano Mohammad al-Qiq, em greve de fome, não travou os protestos em seu nome nos arredores de Hebron, na

Em leitura:

Israel: Jornalista palestiniano libertado após 94 dias em greve de fome

Tamanho do texto Aa Aa

O anúncio da libertação do jornalista palestiniano Mohammad al-Qiq, em greve de fome, não travou os protestos em seu nome nos arredores de Hebron, na Cisjordânia.

Al-Qiq estava sem comer ou receber tratamento médico há mais de 90 dias em protesto contra a sua própria Detenção Administrativa, por parte de Israel, em que segundo a qual pode estar dois meses preso sem acusação, com renovação possível mediante autorização judicial.

Mohammad al-Qiq vai permanecer no hospital para ser recuperado com médicos palestinianos.

Apesar do fim do protesto, o jornalista já deverá ter problemas de saúde irreversíveis.

Mohammad al-Qiq era suspeito de ter ligações com o Hamas mas não estava formalmente acusado.

Ao todo, cerca de 600 palestinianos estarão nas cadeias israelitas em regime de detenção administrativa.