This content is not available in your region

Protestos contra a eleição de Hashim Thaçi como presidente do Kosovo

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com REUTERS
Protestos contra a eleição de Hashim Thaçi como presidente do Kosovo

<p>Apesar dos protestos crescentes em Pristina contra o governo, desde que em setembro um pacto com a Sérvia garante mais direitos à etnia sérvia no Kosovo, Hashim Thaci foi eleito presidente.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="fr" dir="ltr">Hashim Thaçi élu président du <a href="https://twitter.com/hashtag/Kosovo?src=hash">#Kosovo</a> par le Parlement <a href="https://t.co/bvlKFnUBUu">pic.twitter.com/bvlKFnUBUu</a></p>— iTELE (@itele) <a href="https://twitter.com/itele/status/703292800717066240">26 février 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>O actual ministro dos negócios estrangeiros, ex primeiro-ministro e ex líder guerrilheiro do movimento separatista com a Sérvia, em 1998 e 99, ganhou a eleição apenas à terceira ronda, entre sucessivos incidentes causados pela oposição, com lançamento de gás lacrimogéneo no Parlamento.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="fr"><p lang="fr" dir="ltr">Présidentielle au <a href="https://twitter.com/hashtag/Kosovo?src=hash">#Kosovo</a> : L'opposition diffuse du gaz pour empêcher le vote <a href="https://t.co/smHxJnNWgA">https://t.co/smHxJnNWgA</a> via <a href="https://twitter.com/Lematinch"><code>lematinch</a></p>&mdash; mata (</code>net_hiti) <a href="https://twitter.com/net_hiti/status/703296741811027968">26 février 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Hashim Thaçi teve 71 votos dos deputados presentes, dos 120 existentes, depois de alguns da oposição terem sido expulsos no decorrer dos protestos.</p> <p><a href="http://www.dn.pt/mundo/interior/latas-de-gas-lacrimogeneo-voltam-a-interromper-sessao-no-parlamento-do-kosovo-5049857.html">Thaçi não é tido como uma figura unificadora</a>. Muitos albaneses kosovares creem que a maior autonomia dada pelo acordo da semana passada aos sérvios no Kosovo pode pôr em causa a <a href="http://expresso.sapo.pt/actualidade/ha-um-novo-pais-na-europa=f244208">independência, declarada em 2008</a> e que a Sérvia não aceita. </p> <p>Um pacto de demarcação de fronteira com o Montenegro também suscita muitos protestos.</p>