Última hora

Rússia: milhares protestam contra Putin no aniversário do assassinato de Nemtsov

Com gritos de “Rússia sem Putin”, milhares de pessoas desfilaram em Moscovo, São Petersburgo e outras cidades do país para assinalar o primeiro

Em leitura:

Rússia: milhares protestam contra Putin no aniversário do assassinato de Nemtsov

Tamanho do texto Aa Aa

Com gritos de “Rússia sem Putin”, milhares de pessoas desfilaram em Moscovo, São Petersburgo e outras cidades do país para assinalar o primeiro aniversário do assassinato do líder da oposição Boris Nemtsov.

Durante a marcha, na capital russa, o ex-primeiro-ministro e líder proeminente da oposição Mikhail Kasyanov, prometeu “continuar o que foi iniciado com Nemtsov, há um ano, mudar o rumo político do país, através de eleições”. Kasyanov afirmou que a oposição está a “preparar-se para transformar a imitação de eleições do [presidente Vladimir] Putin em eleições verdadeiramente justas”.

As autoridades impediram o acesso dos manifestantes ao local do assassinato de Nemtsov, a dois passos do Kremlin.

O aniversário serviu como demonstração de força para os opositores, a pouco mais de seis meses das eleições parlamentares.

O deputado independente Dmitry Gudkov defendeu que “se a oposição unir forças e apresentar uma lista comum […], poderá ser uma história diferente”, obtendo eventualmente “uma fração no Parlamento que será um poderoso instrumento de influência na sociedade e no governo”.

O assassinato de Nemtsov continua rodeado de mistério. O líder da oposição foi morto com quatro tiros nas costas, numa ponte próxima do Kremlin, depois de sair de um restaurante em direção a casa. As autoridades russas detiveram cinco suspeitos, todos chechenos, mas o responsável por ordenar o crime ainda está por apurar.