Última hora

Última hora

Milhares de polacos manifestam-se em apoio a Lech Walesa

Cerca de 30 mil pessoas, 15 mil segundo a polícia reuniram-se este domingo em Gdansk para apoiar Lech Walesa. O ex-presidente da Polónia, ex-líder do

Em leitura:

Milhares de polacos manifestam-se em apoio a Lech Walesa

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 30 mil pessoas, 15 mil segundo a polícia reuniram-se este domingo em Gdansk para apoiar Lech Walesa.

O ex-presidente da Polónia, ex-líder do sindicato “Solidariedade” e prémio Nobel da Paz é acusado de colaborar com os antigos serviços secretos comunistas na década de 1970.

Lech Walesa, foi acusado pelo partido conservador Direito e Justiça (PiS) de Jaroslaw Kaczynski, no poder deste outubro.

O Instituto da Memória Nacional (IPN) revelou documentos segundo os quais Walesa terá supostamente colaborado com os serviços secretos comunistas.

Estas acusações – que não são novas – foram retomadas com a recente publicação de documentos encontrados na casa do antigo ministro do Interior comunista, o general Czeslaw Kiszczak, que morreu no ano passado, entre os quais “existe um acordo de colaboração assinado por Lech Walesa”, com o nome de código Bolek, segundo o diretor do Instituto da Memória Nacional polaco, Lukasz Kaminski.

Lech Walesa nega as acusações. Reconhecendo que teve contactos com os serviços secretos comunistas, Lech Walesa assegurou que não podem existir documentos escritos por si. “Vou prová-lo na Justiça”, disse.

Em Varsóvia, 80 mil pessoas tinham saído à rua, no sábado, para mostrar o seu apoio a Walesa.

As manifestações de apoio foram organizadas pelo Comité de Defesa da Democracia (CDD), um movimento cívico de oposição às medidas conservadoras tomadas pelo governo de .Jaroslaw Kaczynski.

Desde novembro, O CDD organiza manifestações para protestar contra as medidas tomadas pelos conservadores e que tiveram como alvo o Tribunal Constitucional, os meios de comunicação públicos e outras instituições democráticas; medidas que também suscitam preocupação na União Europeia.