Última hora

Última hora

Intervenientes no conflito sírio acusam-se mutuamente de violação do cessar-fogo

Apesar do acordo de tréguas, os principais intervenientes no conflito sírio acusam-se mutuamente de terem violado o cessar-fogo que entrou em vigor

Em leitura:

Intervenientes no conflito sírio acusam-se mutuamente de violação do cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar do acordo de tréguas, os principais intervenientes no conflito sírio acusam-se mutuamente de terem violado o cessar-fogo que entrou em vigor no sábado.

Depois das denúncias russas, o ministro dos Negócios Estrangeiros saudita, Adel al-Jubeir, acusou, este domingo, a Rússia e o regime do Presidente Bachar al-Assad de “violarem a trégua” acordada na Síria,

Aviões bombardearam várias localidades da província de Alepo, no norte, e de Hama, no centro do país, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

O porta-voz do alto comité das negociações, Salem al-Meslet, a partir de Riade, revelou que no “sábado, houve 15 violações (da trégua) pelas forças do regime. Mas, “globalmente, a situação está bem melhor do que antes.”

Entretanto, 15 camiões com ajuda humanitária conseguiram entrar em Ghouta, nos subúrbios de Damasco.

O acordo de tréguas incide somente sobre as zonas de combate entre as forças do regime, apoiados pelo aliado russo, e os rebeldes sírios; e exclui os grupos jihadistas Estado Islâmico (EI) e Al-Nosra, que controlam mais de 50% do território.