Última hora

Última hora

Óscares 2016: euronews em exclusivo na celebração do "Filho de Saul" em Budapeste

O anúncio do Óscar de Melhor Filme em Língua No Inglesa para “O Filho de Saul” foi recebido com grande entusiasmo no Club Ötkert, em Budapeste, na

Em leitura:

Óscares 2016: euronews em exclusivo na celebração do "Filho de Saul" em Budapeste

Tamanho do texto Aa Aa

O anúncio do Óscar de Melhor Filme em Língua No Inglesa para “O Filho de Saul” foi recebido com grande entusiasmo no Club Ötkert, em Budapeste, na Hungria, onde a cerimónia de Hollywood foi acompanhada em direto madrugada dentro. O champanhe serviu para os muitos brindes na sala.

Uma das presentes elogiou, à euronews, “a estética sonora e visual única” deste filme. “É completamente diferente do que estávamos habituados”, reforçou.

O nosso correspondente em Budapeste, Attila Magyar, falou com o compositor da banda sonora de “O filho de Saul”. László Melis disse, curiosamente, ter acabado por “inventar uma música que não se consegue ouvir”. “Havia apenas ambiente e ruído. Depois, juntei a música que quase não se ouve no filme. Só se se prestar atenção é possível ouvir a música no fundo”, alerta-nos.

Attila Magyar antevê que este retrato do holocausto pelo realizador László Nemes possa vir a abrir as portas a mais filmes húngaros: “Depois do Globo de Ouro, acreditava-se na Hungria que ‘O Filho de Saul’ podia ganhar também o Óscar. Os elogios ao filme sucederam-se por todo o mundo. O prémio pode abrir as portas internacionais ao cinema húngaro.”