Última hora

Última hora

"Super Terça-feira": Donald Trump e Hillary Clinton trocam acusações

É o primeiro grande dia da pré-corrida à Casa Branca. Vários estados norte-americanos votam na “Super terça-feira” (Super Tuesday, em inglês), dia

Em leitura:

"Super Terça-feira": Donald Trump e Hillary Clinton trocam acusações

Tamanho do texto Aa Aa

É o primeiro grande dia da pré-corrida à Casa Branca. Vários estados norte-americanos votam na “Super terça-feira” (Super Tuesday, em inglês), dia considerado crucial para eleger os candidatos democratas e republicanos que vão lutar pelas presidenciais em novembro.

Hillary Clinton, dada como favorita na corrida democrata contra Bernie Sanders, fez campanha no Minnesota e lançou ataques aos republicanos: “Eu sou contra a intolerância e a intimidação onde quer que ouça e ouço frequentemente dos candidatos republicanos. Parece que se esqueceram completamente das questões mais importantes e passaram a basear as suas campanhas em insultos”.

Do lado republicano, Donald Trump, favorito na maioria dos Estados, intensifica as preocupações dos candidatos rivais do partido. Na campanha que realizou em Iowa, Trump também não poupou críticas à democrata Hillary Clinton: “Hillary Clinton não tem a força nem a determinação necessárias para ser presidente. Não repararam que vai a uma reunião e depois desaparece por cinco dias e quando volta está tudo preparado, as suas entrevistas estão preparadas antes de colocarem as questões. Nós não fazemos isso”.

O senador independente do Vermont, Bernie Sanders, votou na cidade natal de Burlington. Sanders admitiu que será difícil, se o número de eleitores não for alto o suficiente.
Das quatro votações democratas realizadas até agora, Hillary Clinton ganhou três (Iowa, Nevada e Carolina do Sul), enquanto Bernie Sanders conquistou apenas uma (New Hampshire).

Ted Cruz votou no Texas, acompanhado pela sua esposa e as duas filhas. Texas é o único estado onde é favorito e capaz de vencer o multimilionário Donald Trump.

Ainda, Marco Rubio advertiu em Oklahoma que um voto em Donald Trump amanhã será literalmente um voto em Hillary Clinton, nas eleições presidenciais norte-americanas agendadas para o dia 8 de novembro deste ano.