Última hora

Última hora

Crianças e bebés migrantes estão em risco, alerta a UNICEF

As situações de risco em que se encontram muitas das crianças migrantes que estão na fronteira da Grécia com a Macedónia, fez a UNICEF lançar o

Em leitura:

Crianças e bebés migrantes estão em risco, alerta a UNICEF

Tamanho do texto Aa Aa

As situações de risco em que se encontram muitas das crianças migrantes que estão na fronteira da Grécia com a Macedónia, fez a UNICEF lançar o alerta.

As crianças e bebés que se encontram na rota dos migrantes na Grécia estão numa situação desesperada, sofrem com falta de alimentos e saneamento, e enfrentam riscos de abuso ou separação.

“Estamos muito preocupados com os doentes, com o frio, precisamos de roupas para os nossos filhos, precisamos de um sítio onde ficar. Está a ver as nossas tendas, somos sete pessoas numa tenda, e tivemos de as comprar,” denunciou Intisar Al, mãe iraquiana.

O ACNUR revelou que, na fronteira entre Grécia e Macedónia, um grande número de recém-chegados são crianças, que foram retiradas do ambiente familiar e correm o risco de exploração.

“As decisões unilaterais em termos de fechar fronteiras só trazem o caos. A situação está avançar na direção de uma crise humanitária e a Grécia não pode ser deixada sozinha a lidar com isso,” afirmou, o porta-voz do ACNUR, Babar Baloch, na fronteira grega de Idomeni.

A Macedónia autorizou, esta quarta-feira, 170 refugiados a atravessarem a fronteira, enquanto do lado grego, em Idomeni, 10.000 pessoas continuam à espera em condições muito difíceis.

A Comissão Europeia propôs, esta quarta-feira, destinar 700 milhões de euros do orçamento comunitário a ajuda de emergência humanitária aos países da União Europeia, especialmente os confrontados com a chegada em massa de migrantes.

A Grécia estima precisar de quase 500 milhões de euros para organizar o acolhimento de 100.000 refugiados e para gerir a situação na fronteira com a Macedónia.