Última hora

Última hora

Brexit: França ameaça não reter migrantes na "selva" de Calais

O ministro da Economia promete também acolher de braços abertos todos os banqueiros que queiram deixar a City, caso o Reino Unido opte por sair da União Europeia

Em leitura:

Brexit: França ameaça não reter migrantes na "selva" de Calais

Tamanho do texto Aa Aa

De olhos postos na cimeira franco-britânica desta quinta-feira, o ministro francês da Economia envia uma dupla mensagem aos ingleses.

Emmanuel Macron promete acolher de braços abertos todos os banqueiros que queiram deixar a City, caso o Reino Unido opte pelo Brexit.

E, nesse caso, lê-se também no Financial Times, a França também não continuará a reter os migrantes em Calais.

Ou seja, Paris ameaça pôr fim ao Acordo bilateral do Touquet, que permite ao Reino Unido efetuar controlo fronteiriços em França e manter aí os migrantes indesejados.

Recorde-se que mais de 4.000 pessoas se encontram, atualmente, na chamada “selva” de Calais – cuja zona sul, as autoridades francesas estão agora a desmantelar. Todos esses migrantes desejam passar para Inglaterra.

O primeiro-ministro britânico, que prometeu fazer campanha pela manutenção do Reino Unido na EU, já avisara que a “selva” de Calais podia transferir-se para o outro lado do Canal da Mancha, em caso de Brexit. Agora, é um ministro francês que diz a mesma coisa.