Última hora

Última hora

Daniel Barenboim dirige concerto em Berlim em honra dos refugiados e voluntários das ONG

Em leitura:

Daniel Barenboim dirige concerto em Berlim em honra dos refugiados e voluntários das ONG

Tamanho do texto Aa Aa

As três orquestras sinfónicas de Berlim organizaram um espetáculo dedicado aos refugiados e aos voluntários das Organizações humanitárias. O concerto

As três orquestras sinfónicas de Berlim organizaram um espetáculo dedicado aos refugiados e aos voluntários das Organizações humanitárias. O concerto foi dirigido pelo maestro israelo-argentino Daniel Barenboim.

Point of view

Agradeço aos membros do governo alemão por nos terem dado a oportunidade de assistir a este concerto.

“A música não é só entretenimento, tem também um objetivo mental. Gostaria que todos os refugiados que visitem a filarmónica possam abrir não apenas os ouvidos mas também a alma”, referiu Barenboim.

O concerto teve o apoio de Angela Merkel e visa valorizar o empenho da Alemanha na ajuda aos refugiados. Vários requerentes de asilo elogiaram o evento e agradeceram ao governo alemão.

“Os músicos convidaram-nos e tocaram para nós. É verdadeiramente indescritível, muito obrigado”, disse Raman Khalaf, da Síria.

“Agradeço aos membros do governo alemão por nos terem dado a oportunidade de assistir a este concerto”, afirmou Hamed Husseini, do Afeganistão.

Simon Rattle o maestro principal da Orquestra Filarmónica de Berlim pronunciou-se sobre a questão dos refugiados.

“Não gosto muito de falar de política mas penso que não podemos viver num mundo onde milhões de pessoas estão a ser deslocadas dos seus países ficando às vezes sem possibilidade de se instalar noutro sítio. Estou muito orgulhoso por estar num país que tem feito muito para ajudar as pessoas que vivem esta situação terrível”, afirmou o maestro britânico.

A Alemanha recebeu em 2015 cerca de um milhão de requerentes de asilo.