Última hora

Última hora

Greve de fome e de sede de Nadia Savchenko anunciada em tribunal russo

O julgamento de Nadia Savchenko, oficial do exército e deputada do parlamento ucranianos, foi suspenso pelo Tribunal de Moscovo até dia 9 de março

Em leitura:

Greve de fome e de sede de Nadia Savchenko anunciada em tribunal russo

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento de Nadia Savchenko, oficial do exército e deputada do parlamento ucranianos, foi suspenso pelo Tribunal de Moscovo até dia 9 de março.

Sem ter sido ouvida na argumentação final, Savchenko anunciou uma greve de fome e de sede como forma de protesto.

Nadia Savchenko foi capturada em 2014- por separatistas pró russos enquanto lutava voluntariamente num batalhão pró governo no leste da Ucrânia
e começou a ser julgada na Rússia no ano passado.

Moscovo acusa-a de estar implicada na morte de dois jornalistas russos em Luhansk, na Ucrânia, e a sentença pedida é de 23 anos de prisão.
Nadia nega a acusação e os seus advogados alegam que Nadia estaria já detida há cerca de uma hora, quando as mortes se verificaram.

Enquanto deputada do parlamento ucraniano e membro da assembleia parlamentar do Conselho da Europa como representante de Kiev, os pedidos para a sua libertação quer com base na imunidade quer por razões humanitárias não têm tido eco em Moscovo.