Última hora

Última hora

França já tem um campo de migrantes que respeita as regras internacionais

O projeto não recebeu apoio da administração central.

Em leitura:

França já tem um campo de migrantes que respeita as regras internacionais

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto prossegue o desmantelamento da “selva”, França inaugurou, esta segunda-feira, a 40 km de Calais, o primeiro campo de migrantes no país que respeita as normas internacionais, um projeto que não recebeu apoio da administração central.

Point of view

O campo pode acolher já 1500 pessoas, mas os responsáveis esperaram alargar a capacidade para 2500 pessoas, no curto prazo.

Montado pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF) e pela Junta de Freguesia de Grande-Synthe, em Dunquerque, o campo pode acolher já 1500 pessoas, mas os responsáveis esperaram alargar a capacidade para 2500 pessoas, no curto prazo.

As habitações provisórias são casas de madeira aquecidas, com capacidade para 4 pessoas cada e 220 destas instalações já estão disponíveis. A área será gerida por uma associação (Utopia56).

Batizado de campo de la Linière, o espaço deve custar 3,1 milhões de euros, em grande parte financiados pelos MSF. Uma das grandes diferenças para outros centros de acolhimento temporário de migrantes no norte de França é que este campo não será vedado, para não dar a sensação de ser “uma prisão ao ar livre”, como acontece noutros casos, explicou um dos responsáveis pelo projeto.

O primeiro autocarro que transportou migrantes para o novo campo foi chegou a ser bloqueado pelas autoridades, mas as coisas acabaram por resolver-se: