Última hora

Em leitura:

Justificação de Maria Sharapova não convence


Desporto

Justificação de Maria Sharapova não convence

Maria Sharapova não tem desculpa. Quem o diz é Dick Pound, antigo presidente da Agência Mundial Antidopagem, depois da russa ter acusado uma substância proibida num controlo antidoping.

Apesar do crescente número de atletas a serem apanhados com Meldonium, o atual presidente do organismo, Craig Reedie, acredita que não há motivo para preocupações:

“Tenho dificuldades em descrever este caso como a ponta do iceberg, tendo em conta o número de controlos positicos, tenho a sensação que o iceberg é este. Parece que o Meldonium é a droga de eleição naquela parte do mundo e quem a usa tem vindo a ser apanhado, o sistema funciona.”

A substância em questão só está na lista negra desde janeiro e Sharapova garante que a utilizava por questões médicas. A justificação não convence Dick Pound:

“Uma das questões com que teremos de lidar prende-se com a utilização deste produto para fins terapêuticos. Não é feita a longo termo, usa-se apenas uma vez, talvez durante semanas ou meses mas nunca durante dez anos.”

Certo é que na vida de Sharapova, nada será como antes. A russa já perdeu o apoio dos principais patrocinadores e tem o futuro no ténis seriamente ameaçado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

Desporto

Críquete: Bangladesh entra a vencer no Campeonato do Mundo