Última hora

Última hora

ITB: Os desafios digitais na área do turismo

A 50/a edição da Feira Internacional de Turismo em Berlim acolhe o número recorde de 10 mil expositores de 187 países. Apesar da crescente

Em leitura:

ITB: Os desafios digitais na área do turismo

Tamanho do texto Aa Aa

A 50/a edição da Feira Internacional de Turismo em Berlim acolhe o número recorde de 10 mil expositores de 187 países.

Point of view

A internet está a mudar o mundo, mas no mundo dos negócios, o contacto pessoal é fundamental.

Apesar da crescente insegurança, os organizadores dizem que o setor está de boa saúde e esperam atingir, de novo, um volume de negócios de 6,7 mil milhões de euros.

Astrid Zand, porta-voz do evento, explica a importância do ITB: “A internet está a mudar o mundo, mas no mundo dos negócios, o contacto pessoal é fundamental. Plataformas, como esta, juntam todos os anos muita gente. Cada um vê o que se passa e nada pode substituir isso a curto prazo”.

Apesar da importância do contacto pessoal, este ano destacam-se as as “Viagens 4.0”.

A digitalização das ofertas turísticas coloca os participantes face a novos desafios.

É o caso da rede “Romantik Hotels”, que gere 200 estabelecimentos na Europa. O presidente Thomas Edelkamp adianta: “Na ‘Romantik Hotels’ desenvolvemos uma série de instrumentos online que nos permitem fazer face à crescente procura digital. Para os nossos clientes é mais fácil encontrar-nos nos diversos canais, experimentar a nossa oferta e reservar nos nossos hotéis”.

O ITB volta a pôr em evidência destinos transatlânticos como o Perú.

O país mostra que possui muitos argumentos de visita e que não é apenas o famoso Machu Pichu. Sandra Doig Alberdi, representante do turismo do país sul-americano, revela: “No caso da Europa, queremos que as pessoas na Alemanha, Espanha ou Itália descubram que o país é mais do que cultura, temos uma bonita natureza e a gastronomia é um bom complemento”.

Algumas companhias aéreas europeias, como British Airways ou Lufthansa, já anunciaram voos diretos para Lima.

A delegação peruviana está confiante de que os turistas europeus não vão tardar a testar e a render-se ao cocktail Pisco Sour ou ao famoso Ceviche.

O correspondente da euronews, Sebastian Saam, recorda que “para lá dos conflitos ou da crise económica, em 50 anos, o ITB transformou-se num dos grandes eventos da indústria do Turismo. Cada ano há novos expositores e as mais recentes tendências do setor. Pode-se dizer que não há país que não esteja presente na gigantesca feira na capital alemã”.