Última hora

Última hora

Crise migratória: à espera da Europa, Grécia vira-se para os EUA

Incapaz de gerir os milhares de migrantes que se acumulam diariamente no território, a Grécia efetuou um “pedido direto de ajuda” aos Estados Unidos

Em leitura:

Crise migratória: à espera da Europa, Grécia vira-se para os EUA

Tamanho do texto Aa Aa

Incapaz de gerir os milhares de migrantes que se acumulam diariamente no território, a Grécia efetuou um “pedido direto de ajuda” aos Estados Unidos, que equacionam o desbloqueio de “assistência humanitária urgente”. A informação foi avançada pela vice-secretária de Estado norte-americana, Victoria Nuland, um dia depois de visitar o campo improvisado de Idomeni, junto à fronteira com a Macedónia, onde estão bloqueados mais de 12.000 refugiados depois do fecho “unilateral” da rota dos Balcãs.

Entretanto, uma centena de migrantes que entraram de forma clandestina na Grécia foram reenviados esta sexta-feira para a Turquia.

A União Europeia e Ancara concluiram um acordo de princípio – que deverá ser finalizado na cimeira de 17 e 18 de março em Bruxelas – que prevê o reenvio de todos os migrantes em situação irregular, incluindo refugiados sírios. Face às críticas, a Turquia garante que o projeto respeita o direito internacional.