Última hora

Última hora

Refugiados: síria com cinco filhos explica dificuldades em Idomeni

Fugir de uma guerra para se deparar com um muro instransponível e condições que muitas ONGs denunciam como “críticas”: esta é a realidade para

Em leitura:

Refugiados: síria com cinco filhos explica dificuldades em Idomeni

Tamanho do texto Aa Aa

Fugir de uma guerra para se deparar com um muro instransponível e condições que muitas ONGs denunciam como “críticas”: esta é a realidade para milhares de refugiados que se encontram bloqueados em Idomeni, na fronteira entre a Grécia e a Macedónia.

Nisrine Shiko fugiu da cidade síria de Aleppo, depois do marido perder a vida num ataque. Explica que “é muito difícil. Antes era uma dona de casa” e agora é “uma mãe e um pai ao mesmo tempo”.

Nisrine chegou há dez dias a Idomeni, acompanhada pelos cinco filhos. Tal como muitos outros refugiados, depara-se com a falta de assistência médica, alimentos e proteção contra o frio e o mau tempo.

Diz que “é muito difícil com cinco crianças. Ontem choveu e ficaram todos molhados, incluíndo os cobertores” de que dispõe. E acrescenta que não dormiu desde então.

Segundo ONGs, mais de 40 por cento dos milhares de migrantes bloqueados em Idomeni são crianças. Na quinta-feira, o desespero provocou confrontos entre refugiados que tentavam obter a escassa comida e água distribuída.