Última hora

Última hora

Cimeira UE-Turquia: Líderes europeus esperançados num acordo mas com cautela

A cimeira entre a União Europeia e a Turquia, destinada a encontrar um entendimento sobre a questão migratória, arrancou esta quinta-feira em

Em leitura:

Cimeira UE-Turquia: Líderes europeus esperançados num acordo mas com cautela

Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira entre a União Europeia e a Turquia, destinada a encontrar um entendimento sobre a questão migratória, arrancou esta quinta-feira em Bruxelas. À chegada, vários líderes não esconderam as ambições de superar o impasse, mas alertaram para a necessidade de cautela.

“Espero um acordo credível nesta cimeira para tentar reduzir ou estancar os fluxos ilegais da Turquia para as ilhas gregas”, disse o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras.

Depois de ter ameaçado bloquear um acordo entre os aliados estratégicos, o presidente cipriota, Nicos Anastasiades, deixou entender que considera possível um consenso, apesar dos obstáculos que persistem: “Se a Turquia cumprir as obrigações de acordo então não há problema. Sem isso não podemos fazer coisa alguma.”

Ativistas da Amnistia Internacional manifestaram-se nas imediações do edifício do Conselho Europeu, onde decorre a cimeira, em protesto contra o acordo.

“Muitos de nós que defendemos a justiça, liberdade e dignidade ficámos bastante chocados com a noção de que por cada sírio que arrisca a vida num barco para chegar à Grécia, apenas um lugar de reinstalação seria condicionalmente oferecido a outro sírio. Isto é moralmente repreensível. Humanidade condicional não é humanidade de todo”, denunciou Iverna McGowan, da Amnistia Internacional.

Os presidentes da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e do Parlamento Europeu, Martin Schulz, disseram estar otimistas em relação a um pacto.