This content is not available in your region

Cuba detém 50 opositores no dia da visita de Obama

Access to the comments Comentários
De  Antonio Oliveira E Silva  com THE ASSOCIATED PRESS
Cuba detém 50 opositores no dia da visita de Obama

<p>A visita do Presidente Obama fica marcada também pelas manifestações levadas a cabo por diferentes plataformas da oposição Cubana.<br /> É o caso da marcha das Damas de Branco.</p> <p>Horas antes de que o casal presidencial dos Estados Unidos aterrasse em Havana, a polícia Cubana prendeu cerca de 50 manifestantes.</p> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="en"><p lang="es" dir="ltr">Damas de Blanco y otros opositores pacíficos reprimidos en La Habana antes de la llegada de… <a href="https://t.co/oc9bTJC5wx">https://t.co/oc9bTJC5wx</a></p>— Damas de Blanco (@DamasdBlanco) <a href="https://twitter.com/DamasdBlanco/status/711656005210402817">March 20, 2016</a></blockquote> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script> <p>Entre eles, destacadas figuras da oposição, como o grafiteiro El Sexto e António Gonzales Rodiles, um dos mais conhecidos ativistas sociais cubanos da atualidade. </p> <p>Ao concluir a tradicional marcha pacífica, depois da missa na Igreja de Santa Rita, o grupo das Damas de Branco tentou caminhar por outras artérias da cidade, onde foram insultadas e intimidadas por grupos próximos do Governo cubano, que se encontravam à sua espera.</p> <p>Confrontos que se repetem de forma regular desde há 46 semanas, ainda que, desta vez, com mais intensidade, a poucas horas da chegada de Barack Obama.</p>