Última hora

Última hora

Parisienses aliviados com detenção de Salah Abdeslam

A detenção do belga Salah Abdeslam trouxe algum alívio aos parisienses, ainda sob o choque dos atentados de novembro na capital francesa. Com um dos

Em leitura:

Parisienses aliviados com detenção de Salah Abdeslam

Tamanho do texto Aa Aa

A detenção do belga Salah Abdeslam trouxe algum alívio aos parisienses, ainda sob o choque dos atentados de novembro na capital francesa. Com um dos últimos suspeitos dos atentados na prisão, as ruas de Paris parecem mais seguras aos seus habitantes.

Um jovem parisiense disse que sentiu necessidade de regressar ao local dos atentados para render homenagem às vítimas neste momento:

“É um terrorista a menos à solta. Ele deve ser punido. Não como vingança, mas para fazer justiça por todas as mortes que provocou. É um alívio para todos”, disse Thomas Primet.

Samia Maktouf, a advogada francesa que representa vários sobreviventes e famílias das vítimas dos atentados em Paris espera que Salah Abdeslam colabore com as investigações:

“O que preocupa os meus clientes é que Salah Abdeslam fique em silêncio, que recuse responder às questões e esclarecer as circunstâncias dos ataques. É isto que os preocupa: nunca virem a conhecer a verdade”, disse Samia Maktouf.

O Procurador-Geral da República francês Francois Molins confirmou já que foi emitido um novo mandado de captura contra Salah Abdeslam para acelerar a sua extradição para França.