Última hora

Última hora

Passagem de ano curda com medidas de segurança nacional e mortos na Turquia

Na Turquia, a celebração curda do início do ano com o festival anual de Primavera, o Newroz, ficou manchada pela morte de 4 soldados turcos num

Em leitura:

Passagem de ano curda com medidas de segurança nacional e mortos na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia, a celebração curda do início do ano com o festival anual de Primavera, o Newroz, ficou manchada pela morte de 4 soldados turcos num ataque rebelde em Nusaybin, perto da fronteira com a Síria.

Numa altura em que o Presidente Tayyp Erdohan se diz disposto a usar todo o poder militar do país para esmagar o terrorismo, no Newroz ouviram-se apelos às negociações de paz entre militantes curdos e o governo, por parte do líder do Partido Democrático do Povo Curdo, Selahattin Demirtas: “Claro que guerra, confrontos e mortes não são uma situação normal a que nos devamos habituar. O que realmente importa é insistir em métodos e modos pacíficos para resolver o problema curdo.”

O sudeste turco, maioritariamente curdo, tem vindo a assistir a uma escalada da violência, depois do colapso, em julho, do cessar-fogo de dois anos e meio, entre o governo de Ancara e os separatistas curdos.

O Newroz celebrou-se apenas em 18 das 81 províncias turcas por razões de segurança, tendo sido proibidas as celebrações em Ancara e Istambul.