Última hora

Última hora

Terceiro terrorista de Bruxelas terá escapado após falhar atentado

A polícia belga lançou uma verdadeira caça ao homem para encontrar um dos supostos autores do atentado desta manhã no aeroporto de Bruxelas. As

Em leitura:

Terceiro terrorista de Bruxelas terá escapado após falhar atentado

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia belga lançou uma verdadeira caça ao homem para encontrar um dos supostos autores do atentado desta manhã no aeroporto de Bruxelas.

As buscas centraram-se esta terça-feira no bairro de Schaerbeek, na capital belga.

Segundo os media locais, o suspeito dos atentados de Paris, Salah Abdeslam, ter-se-ia escondido nesta mesma zona antes de ser detido há uns dias em Bruxelas.

Algumas fontes,citadas pelo site Politico.eu , afirmam que Abdeslam faria parte da célula jihadista que levou a cabo as ações.

O procurador belga descartou, no entanto, uma ligação entre os atentados de Paris e os ataques desta terça-feira em Bruxelas.

A operação em Schaerbeek não permitiu ainda encontrar o suspeito, mas a polícia teria descoberto uma bomba de fragmentação de fabrico artesanal, vários produtos químicos e uma bandeira do grupo Estado Islâmico durante as rusgas.

A televisão flamenga VRT afirma que o condutor de táxi que transportou os três alegados bombistas ao aeroporto teria fornecido a morada à polícia.

Segundo o procurador federal belga, o homem procurado pelas autoridades surge nesta fotografia, captada antes dos atentados, acompanhado pelos dois supostos bombistas suicidas.

Uma “luva” detonadora

Os dois bombistas surgem na imagem equipados com uma luva na mão esquerda que, segundo alguns analistas, poderia encobrir um sistema de detonação das cargas explosivas, alegadamente dissimuladas em malas de viagem.

Em declarações à agência France Presse, o presidente da Câmara de Zaventem, onde se situa o aeroporto de Bruxelas, afirma que o suspeito teria escapado depois de não ter conseguido deflagrar a sua carga explosiva.

Uma terceira bomba que não explodiu foi deflagrada durante a tarde, no aeroporto, pela brigada de minas e armadilhas da polícia.

A polícia belga lançou entretanto um apelo a testemunhas para conseguir identificar o terceiro suspeito dos atentados no aeroporto de Bruxelas.

As ações, no aeroporto e numa estação de metro, foram reivindicadas pelo grupo Estado Islâmico. No comunicado, a organização afirma que todos os atentados foram levados a cabo por suicidas com cintos de explosivos, armas e bombas.

Ao contrário dos supostos autores dos atentados no aeroporto, até ao momento não há indicações sobre os responsáveis da explosão na paragem de metro de Maelbeek.