Última hora

Última hora

Segundo bombista do aeroporto identificado, um dos atacantes foi expulso da Turquia

O segundo bombista suicida do aeroporto de Bruxelas foi identificado. Fontes policiais indicaram tratar-se de Najim Laachraoui. Já o terceiro

Em leitura:

Segundo bombista do aeroporto identificado, um dos atacantes foi expulso da Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

O segundo bombista suicida do aeroporto de Bruxelas foi identificado. Fontes policiais indicaram tratar-se de Najim Laachraoui. Já o terceiro bombista, que sobreviveu ao atentado, continua por identificar e está em fuga. Laachraoui é tido como o fabricante das bombas que explodiram na capital belga.

Entretanto, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, revelou que Ibrahim El Bakraoui, que também se fez rebentar no aeroporto, tinha sido expulso da Turquia.

“Nós informámos a Embaixada da Bélgica acerca desta extradição feita no dia 14 de julho de 2015. Apesar dos nossos avisos de que se tratava de um combatente estrangeiro, a Bélgica não estabeleceu nenhuma ligação terrorista” – afirmou Erdogan durante uma conferência de imprensa em Ancara, esta quarta-feira.

O bombista suicida tinha sido detido em junho, em Gaziantep, a cerca de 50 quilómetros com a fronteira síria. Ancara afirma que o terrorista foi colocado num avião com destino à Holanda e que as autoridades locais também foram notificadas. O executivo holandês preferiu não comentar. Já o governo belga, pela voz do ministro da Justiça, Koen Geens, referiu que “não se tratou de uma extradição. Foi um retorno da fronteira com a Síria de alguém que na altura não era conhecido por atividades terroristas.”

As autoridades belgas não prendem cidadãos extraditados sem provas de terem combatido na Síria. Além de Ibrahim El Bakraoui, também Brahim Abdelsam, que se fez explodir em Paris, tinha sido expulso da Turquia no início do ano passado.