Última hora

Última hora

Em leitura:

Art Basel Hong Kong de portas abertas para descobrir novos mercados e artistas


le mag

Art Basel Hong Kong de portas abertas para descobrir novos mercados e artistas

A feira Art Basel Hong Kong abriu as portas ao público. 239 galerias de 35 países estão à procura de compradores. Na 4ª edição, a feira recebe galerias conceituadas e novos participantes vindos do Ocidente e Ásia-Pacífico.

Nos últimos anos, o mercado de arte tem registado um crescimento considerável na China. Gérard Faggionato, sócio de uma galeria londrina, considera importante estar por dentro dos movimentos artísticos da China e de Hong Kong: “Temos viajado muito na China continental e em Hong Kong, para realmente compreender como é o mundo da arte na China. Porque achamos que nos próximos dez anos vai ser muito importante.”

No passado, apenas alguns artistas da Ásia e Ásia-Pacífico conseguiram o reconhecimento internacional. A diretora do Instituto de Impressão de Singapura, Emi Eu, diz que esta feira de arte em Hong Kong é um meio para levar a arte asiática até aos ocidentais: “Acho que a Ásia está apenas a começar a dar atenção ao fato de podermos espalhar a palavra sobre a nossa arte, a tradição e as civilizações. Acho que estamos a aprender a fazer isso de uma maneira ocidental.”

A feira também é o lugar para descobrir novos talentos. United Talent Agency é uma das maiores agências de talentos do mundo, tem 300 agentes espalhados pelo planeta. Para o chefe do departamento de Belas Artes da agência, Joshua Roth, a cena artística na China e em Hong Kong é realmente próspera: “Como alguém que representa as pessoas criativas, tens de ir para onde está a energia, a emoção. As maiores oportunidades estão na China, é um lugar incrivelmente especial para a criatividade e para a arte na cena mundial.”

Na Art Basel Hong Kong também estão representados artistas da Indonésia, Paquistão, Índia, Taiwan, Coreia do Sul, Japão e Singapura. A maioria das galerias apresenta arte moderna e contemporânea, mas há uma secção chamada ‘Insights’, com galerias que mostram projetos curatoriais. Art Basel Hong Kong vai até 26 de março e espera receber mais de 6.500 visitantes.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Bailarino Carlos Acosta cria nova companhia de dança em Cuba

le mag

Bailarino Carlos Acosta cria nova companhia de dança em Cuba