Última hora

Última hora

Papa lava pés a refugiados e insurge-se contra comércio de armas

O papa Francisco ajoelhou-se e lavou os pés a onze refugiados de diversas confissões religiosas, durante a missa de quinta-feira santa, em

Em leitura:

Papa lava pés a refugiados e insurge-se contra comércio de armas

Tamanho do texto Aa Aa

O papa Francisco ajoelhou-se e lavou os pés a onze refugiados de diversas confissões religiosas, durante a missa de quinta-feira santa, em Castelnuovo di Porto, nos arredores de Roma.

Um gesto simbólico para evocar a situação de milhares de migrantes na Europa, durante o ritual católico da quaresma.

Uma forma, segundo o Santo Padre de contrapôr, “um gesto de fraternidade, a um gesto de guerra e destruição”, após os atentados de terça-feira em Bruxelas.

“Por detrás deste atentado há fabricantes de armas, traficantes de armas, traficantes que querem sangue e não a paz.

Hoje, todos os que estamos aqui dizemos que somos diferentes, temos culturas e religiões diferentes, mas somos irmãos e queremos viver em paz”, afirmou o santo padre.

Uma funcionária de um centro de acolhimento, quatro nigerianos católicos, três eritreus cristãos coptas, três muçulmanos do Mali, Síria e Paquistão e um indiano hindu participaram no ritual.

Um gesto que tinha sido já repetido no ano passado pelo Papa, face às críticas dos meios mais conservadores da Igreja Católica.