Última hora

Última hora

Iémen: protestos contra ataques aéreos sauditas

Dezenas de milhares de iemenitas protestaram no sábado, na capital do país, Sana, controlada pelos xiitas Houthis, contra as operações militares da

Em leitura:

Iémen: protestos contra ataques aéreos sauditas

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de milhares de iemenitas protestaram no sábado, na capital do país, Sana, controlada pelos xiitas Houthis, contra as operações militares da Arábia Saudita no Iémen, que duram há um ano.

A coligação liderada pelos sauditas quer restituir o poder ao governo de Abd-Rabbu Mansour Hadi.

O ex-presidente Ali Abdullah Saleh aclamou as negociações de paz entre as partes envolvidas e criticou o Conselho de Segurança das Nações Unidas que acusou de não travar o conflito.

“A partir deste local, da praça Sabeen, estendemos a mão pela paz, a paz dos intrépidos, para conversações directas com o regime saudita sem regressar ao Conselho de Segurança que é incapaz de resolver seja o que for”, disse Ali Abdullah Saleh.

O balanço de um ano de ataques aéreos traduz-se em cerca de 9 mil mortos, incluindo 3.200 civis. Em 18 de março, um ataque aéreo a um mercado matou 106 civis, incluindo 24 crianças. Só no mês de fevereiro, 117 civis foram mortos e 129 ficaram feridos em ataques aéreos, de acordo com a ONU.

A organização não-governamental Amnistia Internacional lançou uma petição dirigida ao Presidente Francês François Hollande que exige que a França deixe de vendar armamento que “alimenta o conflito no Iémen”.