Última hora

Última hora

Papa condena violência terrorista e rejeição de refugiados

O Papa Francisco dedicou a missa de Páscoa às vítimas dos atentados terroristas, denunciando a “violência cega e brutal” na Bélgica, Turquia ou

Em leitura:

Papa condena violência terrorista e rejeição de refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

O Papa Francisco dedicou a missa de Páscoa às vítimas dos atentados terroristas, denunciando a “violência cega e brutal” na Bélgica, Turquia ou Nigéria.

Durante a tradicional mensagem “Urbi et Orbi”, frente a milhares de pessoas na praça da Basílica de São Pedro – entre as quais os antigos monarcas belgas – o Santo Padre apelou também ao fim dos conflitos, na Síria, Ucrânia ou Moçambique.

“Que o Senhor Jesus possa favorecer, nesta festa da Páscoa, a nossa proximidade com as vítimas do terrorismo, uma forma de violência cega e brutal que continua a derramar sangue inocente em diversas partes do mundo”.

Uma mensagem expressa durante uma cerimónia sob medidas de segurança reforçadas no Vaticano.

O pequeno estado tinha sido visado por ameaças do grupo Estado Islâmico no ano passado.

O sumo pontífice voltou também a evocar a questão dos refugiados na Europa, condenando o que considerou ser, “a rejeição dos que podem oferecer-lhes as boas vindas e a assistência”.