Última hora

Última hora

Síria: restauração da maior parte de Palmira até ao fim do ano

A maior parte do trabalho de restauração da cidade histórica de Palmira deverá estar completado até ao fim de 2016. Quem o diz é o responsável de

Em leitura:

Síria: restauração da maior parte de Palmira até ao fim do ano

Tamanho do texto Aa Aa

A maior parte do trabalho de restauração da cidade histórica de Palmira deverá estar completado até ao fim de 2016. Quem o diz é o responsável de Antiguidades e Museus da Síria, um dia depois do exército de Bashar al-Assad, apoiado pela Rússia, ter reconquistado a cidade, numa das mais importantes vitórias contra os extremistas do Estado Islâmico.

Mamoun Abdulkarim vai visitar nos próximos dias Palmira, para avaliar de perto os estragos inflingidos pelos “jihadistas” no conjunto de monumentos, inscritos na lista do Património Mundial da UNESCO. O responsável das Antiguidades sírias explicou que “esperavam o pior, […] mas o pesadelo acabou. O panorama geral de Palmira encontra-se em bom estado”.

Abdulkarim disse que os templos históricos de Bel e Bal Shamin, dinamitados pelo Estado Islâmico, também serão reconstruídos, mas mais tarde.

A ofensiva para recuperar Palmira durou vinte dias e resultou na morte de 400 “jihadistas”, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.