Última hora

Última hora

Ébola deixou de ser ameaça para saúde pública internacional

A Organização Mundial de Saúde declarou que o surto do vírus Ebola na África Ocidental deixou de ser uma situação de emergência na saúde pública

Em leitura:

Ébola deixou de ser ameaça para saúde pública internacional

Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial de Saúde declarou que o surto do vírus Ebola na África Ocidental deixou de ser uma situação de emergência na saúde pública internacional.

A epidemia do Ébola que surgiu em 2013 foi declarada emergência internacional em agosto de 2014. O mais mortal dos surtos da doença tropical fez até ao final do ano passado mais de 11 mil mortos em cerca de 28 mil casos registados. A maioria deu-se na Guiné-Conacri, na Libéria e na Costa do Marfim.

A directora da OMS sublinhou a vulnerabilidade daqueles 3 países, com destaque para a Guiné-Conacri, onde um ressurgimento mantém vários casos em observação e cinco pessoas já morreram.
Segundo a responsável, o vírus ainda se encontra no “ecossistema” da África Ocidental, mas o risco de epidemia internacional é agora baixo.

Contudo, não se pode usar de displicência para com novos surtos, sublinha Margaret Chan, directora da OMS, que refere dever ser mantido “um alto nível de vigilância e capacidade de resposta para assegurar a capacidade dos países de prevenir infecções de Ébola, detectando e respondendo rapidamente a novos surtos no futuro”.