Última hora

Última hora

Em leitura:

Um retrato de Donald Trump composto por partes de animais, restos e objetos usados


le mag

Um retrato de Donald Trump composto por partes de animais, restos e objetos usados

O artista britânico James Ostrer tem representado numerosas celebridades a partir de partes de animais, restos alimentares e objetos usados. O retrato de Donald Trump é uma das obras que tem dado que falar.

“Queria criar um ícone visual que representasse a megalomania. Ele quer de tal modo chamar a atenção que passa por cima das relações humanas sem qualquer preocupação por quem quer que seja”, sublinhou o artista britânico.

“Nas obras, há várias referências ao mercado de matérias-primas. Vemos petróleo a sair dos buracos do fato. Há bocados de entulho pintados de dourado em referência ao seu império imobiliário. Do ponto de vista financeiro, ele estaria numa situação melhor se investisse o seu património, porque a maioria dos negócios dele faliu. E ao mesmo tempo ele promete devolver a grandeza à América”, ironizou James Ostrer.

Além de Donald Trump, o artista britânico já representou outros símbolos do mundo atual como Harry Edward da banda One Direction, a cantora Miley Cyrus e o jogador de golfe Tiger Woods.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Exposição em Berlim retrata cinco séculos de viagens através das artes gráficas

le mag

Exposição em Berlim retrata cinco séculos de viagens através das artes gráficas