Última hora

Última hora

ONU apela a acolhimento de meio milhão de refugiados sírios no prazo de 3 anos

O secretário-geral da ONU afirmou que a crise dos refugiados sírios exige um “aumento exponencial na solidariedade mundial”. Na abertura da

Em leitura:

ONU apela a acolhimento de meio milhão de refugiados sírios no prazo de 3 anos

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da ONU afirmou que a crise dos refugiados sírios exige um “aumento exponencial na solidariedade mundial”. Na abertura da conferência de Genebra dedicada a encontrar países de acolhimento, Ban Ki-Moon apelou a contribuições concretas para o restabelecimento de perto de meio milhão de refugiados nos próximos três anos.

Ban Ki-Moon: “Quando gerido de forma adequada, o acolhimento de refugiados é uma situação benéfica para todos. Eles introduzem novas competências e experiência numa força de trabalho envelhecida. Tentativas para os demonizar não só são ofensivas, como são incorretas, do ponto de vista factual.”

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, Filippo Grandi, frisou que o Ocidente precisa de fazer mais:

“O nosso objetivo é encontrar lugar para pelo menos 10 por cento da população de refugiados sírios – 480.000 pessoas – nos próximos três anos. Pode parecer um número substancial, mas não é, sobretudo comparando com o número de refugiados que os países vizinhos [da Síria] têm recebido. Se a Europa recebesse a mesma percentagem que o Líbano, comparando populações, teria de receber 100 milhões de refugiados”.

A Oxfam indicou, num relatório publicado nos últimos dias, que 28 dos países mais ricos do mundo, que já se tinham anteriormente comprometido a receber perto de 130.000 pessoas, apenas acolheram 67.000 refugiados, até ao momento.