Última hora

Última hora

Bronze para Nuno Saraiva e prata para Mariana Silva em Samsun

Nuno Saraiva foi o grande destaque na delegação portuguesa no segundo dia do Grande Prémio de Samsun, na Turquia. O judoca da Marinha Grande

Em leitura:

Bronze para Nuno Saraiva e prata para Mariana Silva em Samsun

Tamanho do texto Aa Aa

Nuno Saraiva foi o grande destaque na delegação portuguesa no segundo dia do Grande Prémio de Samsun, na Turquia. O judoca da Marinha Grande conquistou a medalha de bronze nos -73 kg, André Alves e Ana Cachola foram eliminados na segunda ronda, Diogo Lima foi derrotado logo no primeiro combate.

Já Mariana Silva viu a medalha de ouro escapar-lhe por uma unha negra. A judoca brasileira foi derrotada na final dos -63 kg pela francesa Margaux Pinot. Uma penalização por passividade já no tempo extra acabou por fazer toda a diferença. Com este resultado, Mariana Silva, que ainda não tinha passado da segunda ronda em 2016, assume o favoritismo na luta por um lugar na seleção brasileira para os Jogos Olímpicos.

A competição feminina tem sido dominada pelas judocas francesas, que levam já três medalhas de ouro em cinco finais. Nos -70 kg, o combate decisivo foi disputado entre duas gaulesas e também foi decidido com uma penalização no tempo extra. Marie Eve Gahie levou a melhor sobre Fanny Estelle Posvite.

Nos homens, Damian Szwarnowiecki festejou a primeira vitória da carreira nos -73 kg. Um waza-ari foi suficiente para o polaco de 22 anos levar de vencida o norte-coreano Cholgwang Kim, que também ele perseguia a primeira medalha de ouro. Rumo ao triunfo, Szwarnowiecki deixou pelo caminho Nuno Saraiva, naquela que foi a única derrota em seis combates para o português.

Nos -81 kg, o triunfo sorriu a Ivaylo Ivanov. O búlgaro de vinte e um anos, que tinha como única vitória no palmarés o triunfo no Grand Slam de Abu Dhabi, o ano passado, impôs-se por waza-ari ao sul-coreano Ki-Chun Wang, campeão do mundo na categoria em 2009.