Última hora

Última hora

Europa: Mais de 20 mil milhões de euros gastos em drogas ilegais por ano

Os cidadãos europeus gastam mais de 24 mil milhões de euros em drogas ilegais por ano. Os dados, elencados de forma preocupante, constam de um

Em leitura:

Europa: Mais de 20 mil milhões de euros gastos em drogas ilegais por ano

Tamanho do texto Aa Aa

Os cidadãos europeus gastam mais de 24 mil milhões de euros em drogas ilegais por ano. Os dados, elencados de forma preocupante, constam de um relatório anual elaborado em conjunto pelo Serviço Europeu de Polícia, Europol, e pela Agência da União Europeia de Informação sobre Droga (EMCDDA).

A canábis continua a ser a droga mais consumida da União Europeia, representando uma fatia de 38% no mercado comunitário de drogas ilegais.

O diretor do Europol, Rob Wainwright, alertou que a produção e o tráfico de drogas estão cada vez mais flexíveis: “Tivemos casos de grupos criminosos bastante empreendedores que mudariam de ramo de um dia para o outro, ou de uma semana para a outra, entre facilitar o tráfico de pequenas quantidades de droga a envolver-se no negócio do tráfico de migrantes e vice-versa.”

O relatório, apresentado esta terça-feira, sublinha que o desenvolvimento de novas tecnologias, a par de métodos de encriptação, potenciou mercados adicionais para a venda de drogas pela Internet.

“No ano passado descobrimos cem novas substâncias psicoativas, o que significa, aproximadamente, duas novas substâncias por semana. Se recuarmos seis, oito ou até dez anos atrás não existia sequer uma nova substância por semana”, destacou Alexis Goosdeel, da Agência da União Europeia de Informação sobre Droga.

As novas drogas sintéticas estão em crescimento e são vendidas muitas vezes como alternativas legais à canábis, LSD ou cocaína.

A venda da heroína também está em alta desde 2013 reforçada por uma quebra nos preços.