Última hora

Última hora

Atentados Bruxelas: Procuradoria belga pede apoio para encontrar suspeito

A Procuradoria federal belga apelou à cooperação popular para deter o terceiro homem que terá acompanhado dois terroristas que se fizeram explodir no

Em leitura:

Atentados Bruxelas: Procuradoria belga pede apoio para encontrar suspeito

Tamanho do texto Aa Aa

A Procuradoria federal belga apelou à cooperação popular para deter o terceiro homem que terá acompanhado dois terroristas que se fizeram explodir no aeroporto de Zaventem.

Conhecido como “o suspeito do chapéu”, o homem abandonou um dos palcos dos atentados de 22 de março e não acionou a carga explosiva. Imagens agora divulgadas pelas autoridades mostram o percurso captado por câmaras de segurança desde o aeroporto até à proximidade dos edifícios onde se encontram as instituições europeias, em Bruxelas.

Durante o trajeto desfez-se, ao que tudo indica, de um casaco, que a procuradoria refere poder dar informações preciosas aos investigadores em caso de vir a ser encontrado.

“As buscas dizem respeito à terceira pessoa presente no terreno durante os ataques no aeroporto de Bruxelas, o chamado ‘homem do chapéu’, bem como ao casaco que usava na altura”, referiu, esta quinta-feira, Eric Van Der Sypt, porta-voz do procurador federal belga.

Numa outra frente, Salah Abdeslam, suspeito chave relacionado com os atentados de novembro, em Paris, não será imediatamente extraditado para França.

Primeiro os procuradores deverão questioná-lo a propósito do incidente no subúrbio belga de Forest, ocorrido dias antes de ser capturado e dos ataques em Bruxelas, como confirmou o advogado Sven Mary: “Ainda tem de ser ouvido no quadro de outro dossier e a transferência para França acontecerá dentro de algumas semanas.”

O advogado de Salah Abdeslam sublinhou que o cliente não está, para já, vinculado à investigação relacionada com os atentados em Bruxelas, no aeroporto de Zaventem e na estação de metropolitano de Maelbeek.