Última hora

Última hora

Papa pede mais abertura para divorciados que volta a casar

Na aguardada exortação apostólica sobre a família, Francisco defende maior abertura para os divorciados que voltam a casar e fala na "dimensão erótica do amor" como um "dom de Deus"

Em leitura:

Papa pede mais abertura para divorciados que volta a casar

Tamanho do texto Aa Aa

Na muito aguardada exortação apostólica “A Alegria do Amor” – ‘Amoris Laetitia’ – o papa Francisco defende uma maior abertura da Igreja Católica perante os divorciados que voltam a casar.

O Sumo Pontífice rejeita soluções únicas e universais, apontado o “caminho do discernimento” aos padres, que devem avaliar caso a caso as chamadas situações familiares “irregulares”, abrindo a porta dos sacramentos aos recasados, porque, afirma Francisco, “já não é possível dizer que todos os que estão numa situação chamada ‘irregular’ vivem em estado de pecado mortal” e “ninguém pode ser condenado para sempre, porque esta não é a lógica do Evangelho”.

“Temos de acompanhar com misericórdia e paciência a possibilidade de crescimento das pessoas”, completou o cardeal que apresentou o documento, citando o Papa.

Inédita é a referência à sexualidade sem fins reprodutivos. Segundo Francisco, “a dimensão erótica do amor” é “um dom de Deus”.

A exortação apostólica “A Alegria do Amor”, um documento com 260 páginas dedicadas à família e ao casamento surge depois de dois sínodos, em 2014 e 2015, que ilustraram as profundas divisões da Igreja na busca de uma resposta à evolução da sociedade.