Última hora

Última hora

Polícia belga detém último suspeito dos atentados de Paris

A justiça belga confirmou esta noite a detenção do último suspeito dos atentados de 13 de Novembro em Paris. O belga de origem marroquina, Mohamed

Em leitura:

Polícia belga detém último suspeito dos atentados de Paris

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça belga confirmou esta noite a detenção do último suspeito dos atentados de 13 de Novembro em Paris.

O belga de origem marroquina, Mohamed Abrini foi capturado durante uma operação em Anderlecht, nos arredores de Bruxelas, ao início da tarde.

Abrini tinha sido identificado pela polícia francesa como o homem que teria dado apoio logístico aos bombistas do Estádio de França, do transporte ao aluguer de casas.

Abrini tinha sido fotografado com Salah Abdeslam, dois dias antes do ataque, ao volante da viatura utilizada durante os atentados.

A polícia encontra-se ainda a investigar se Abrini seria o homem do chapéu fotografado com os dois bombistas do aeroporto de Bruxelas.

No total cinco pessoas foram detidas, entre as quais Osama Krayem, que a polícia continua a investigar se se trataria do segundo homem do atentado contra o metro de Bruxelas.

Tanto o ministro do Interior como o próprio rei belga felicitaram as forças de segurança pelas operações.

O país mantém-se no entanto em alerta terrorista de nível 3, após uma reunião esta noite do Conselho Nacional de Segurança.

Desde os atentados de 22 Março em Bruxelas, a polícia deteve no total 14 suspeitos, dez dos quais permanecem em prisão preventiva. Quatro dos suspeitos, residentes na Bélgica, tinham sido capturados em Itália, Argélia, Turquia e Marrocos.