Última hora

Última hora

Noruega: Igreja Luterana aprova casamentos homossexuais

Após 20 anos de discussão e conflito, a Igreja Luterana na Noruega disse sim às uniões homossexuais e passou a aceitar a realização de casamentos.

Em leitura:

Noruega: Igreja Luterana aprova casamentos homossexuais

Tamanho do texto Aa Aa

Após 20 anos de discussão e conflito, a Igreja Luterana na Noruega disse sim às uniões homossexuais e passou a aceitar a realização de casamentos.

A maioria do Sínodo votou a favor de uma cerimónia entre pessoas do mesmo sexo, na igreja, esta segunda-feira.

Emmylou diz ter esperado muito tempo por este momento: “Nós esperamos por este dia durante muito tempo. Eu mal podia dormir na noite passada”.

A proposta, que contou com o apoio de 88 dos 115 delegados, estabelece um novo ritual litúrgico, que no entanto não será adotado formalmente até janeiro do ano que vem.

“Tem sido um desafio para a igreja por muitos anos. Tem sido difícil estar nesse processo. Foi muito emocional e muitas etapas” explica o pastor Frode Wigum da Igreja de Borge.

A nova disposição permitirá também aos pastores e a outras figuras eclesiásticas que não estejam de acordo com a medida absterem-se de participar nas cerimónias.

A Noruega, de maioria protestante, segue assim o exemplo das vizinhas Suécia e Dinamarca, cujas igrejas luteranas autorizaram respectivamente as uniões entre homossexuais em 2009 e em 2012.