Última hora

Última hora

França: Associação de vítimas de pedofilia exige demissão de Bispo católico de Lyon

Foi com ceticismo e expectativa que a associação “La Parole Libérée”, sediada em Lyon e presidida por François Devaux, 37 anos, alegada vítima de um

Em leitura:

França: Associação de vítimas de pedofilia exige demissão de Bispo católico de Lyon

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com ceticismo e expectativa que a associação “La Parole Libérée”, sediada em Lyon e presidida por François Devaux, 37 anos, alegada vítima de um padre pedófilo, reagiu às medidas anunciadas, esta terça-feira, pela Conferência Episcopal francesa para combater a pedofilia.

“As medidas parecem ser boas, o que prova que há uma evolução real, mas creio que foram saltadas várias etapas… Mesmo se as decisões são boas ainda falta muita coisa”, frisou Devaux. E uma delas, a prioritária, é a demissão do Bispo de Lyon: “O que eu espero, de forma imediata, é que Barbarin seja demitido. Já está no cargo há quinze dias a mais, uma quinzena é muito… Este homem deve demitir-se e enquanto não o fizer, a Igreja não terá a nossa confiança.”

Devaux acusa o Vaticano e todos os Bispos de ignorarem as denúncias que têm sido feitas pela sua associação: “Eu tentei entrar em contato com o Núncio Apostólico e tentei entrar em contato, pelo menos cinco vezes, com o Vaticano. Não houve um cardeal que atendesse o telefone, apesar de eu ter explicado a todos os secretários que este caso seria um verdadeiro trauma para esta instituição. Há decisões que são necessárias para que a confiança possa ser recuperada. E só depois virão as ações, que são muito boas em princípio… Mas para que sejam credíveis tem de haver confiança”.

O presidente da associação “La Parole Libérée” revelou à Euronews que são muitas as pessoas que têm vindo a denunciar abusos, por e-mail ou correio.