Última hora

Última hora

Turquia : Ataque à bomba em Diyarbakir mata 2 soldados e fere 46 pessoas

Um carro armadilhado, alegadamente pelo grupo terrorista PKK, explodiu segunda-feira junto de um posto militar de Hani, na província de Diyarbakir

Em leitura:

Turquia : Ataque à bomba em Diyarbakir mata 2 soldados e fere 46 pessoas

Tamanho do texto Aa Aa

Um carro armadilhado, alegadamente pelo grupo terrorista PKK, explodiu segunda-feira junto de um posto militar de Hani, na província de Diyarbakir, sudeste da Turquia, provocando a morte de pelo menos dois soldados — um deles, já esta terça-feira de manhã, vitima dos ferimentos graves sofridos. Pelo menos 46 pessoas resultaram feridas, incluindo 8 civis.

(Ataque com carro armadilhado contra posto militar em Hani: 2 mortos.)

Um pouco mais a sul de Hani, junto à fronteira com a Síria, Cizre tem estado sob recolher obrigatório devido à operação militar em curso contra o PKK. Os confrontos têm sido violentos, num conflito que já provocou a morte de cerca de 250 pessoas, adiantam algumas organizações de direitos humanos.

A equipa de reportagem de uma televisão nórdica entrevistou diversas famílias que já perderam entes queridos neste conflito. Num centro cultural, uma menina sentada a uma mesa, olha, triste, para um telemóvel. Ela perdeu o irmão e não percebe porquê.

“Perguntei-lhe porque estava a chorar. Ela disse: ‘Mãe, tenho tantas saudades do mano. Quero que ele volte’. Disse-lhe que ele não podia voltar, que já estava no paraíso. Eu quero que ela perceba, mas ela insistiu e eu disse-lhe que também tinha saudades”, contou aos jornalistas da NRK a mãe de Cihat, um rapaz de 13 anos que estava no sítio errado à hora errada.

(Projeto de renovação de 2700 edifícios atingidos pelo conflito em Cizre custa em 1,3 mil milhões de dólares.)

Como Cihat, muitos outros civis têm perdido a vida nesta guerra das forças militares turcas contra o PKK, no sudeste do país. O centr cultural onde encontrámos a família de Cihat tem sido utilizado pelos familiares das vitimas para ali depositarem fotografias dos entes queridos e os homenagearem.